A cidade do mar

Hetch Vollrat é uma jovem universitária que, dias após perder a sua mãe em um evento inesperado, deixa o estado de Minas Gerais com o destino a uma cidade litorânea do estado de São Paulo. O real intuito da mineira era descobrir o motivo pelo qual sua mãe a proibiu de visitar o estado de São Paulo. Havia fortes indícios de que ali se encontrava um mistério envolvendo o passado de sua mãe.

Detalhes

Gênero(s): Ficção
ISBN: 9786554284936
Publicação: 29/02/2024
Nº de Páginas: 468

Compartilhar :

  • Sobre o Livro
    Hetch Vollrat é uma jovem universitária que, dias após perder a sua mãe em um evento inesperado, deixa o estado de Minas Gerais em uma madrugada silenciosa. Seu destino é uma cidade litorânea do estado de São Paulo, até então desconhecida para ela. No entanto, Hetch não fez essa viagem por acaso, tampouco por causa da faculdade. O real intuito da mineira era descobrir o motivo pelo qual sua mãe a proibiu de visitar o estado de São Paulo. Havia fortes indícios de que ali se encontrava um mistério envolvendo o passado de sua mãe. Logo em seu primeiro dia na cidade de Santos, imprevistos acontecem e acabam levando a mineira a viver, temporariamente, na casa da moça que ela salvou em um quase acidente. Assim, Hetch passa a conviver com sua nova colega, o irmão desconfiado e o primo da moça. Em meio à convivência inusitada com essas pessoas desconhecidas, surgem conexões quanto ao segredo da cidade do mar, enquanto a mineira se arrepia ao se lembrar dos avisos de Sophia: Hetch, fique longe das cidades do mar! Mas, o mistério realmente começa a alarmá-la, quando ela descobre a foto de uma mulher dentro do cofre especial de sua mãe no formato das famosas muretas santistas. Quem é aquela mulher? A partir desse momento, Hetch se aproxima cada vez mais do passado de Sophia, o qual permaneceu escondido durante anos.
Hetch Vollrat é uma jovem universitária que, dias após perder a sua mãe em um evento inesperado, deixa o estado de Minas Gerais em uma madrugada silenciosa. Seu destino é uma cidade litorânea do estado de São Paulo, até então desconhecida para ela. No entanto, Hetch não fez essa viagem por acaso, tampouco por causa da faculdade. O real intuito da mineira era descobrir o motivo pelo qual sua mãe a proibiu de visitar o estado de São Paulo. Havia fortes indícios de que ali se encontrava um mistério envolvendo o passado de sua mãe. Logo em seu primeiro dia na cidade de Santos, imprevistos acontecem e acabam levando a mineira a viver, temporariamente, na casa da moça que ela salvou em um quase acidente. Assim, Hetch passa a conviver com sua nova colega, o irmão desconfiado e o primo da moça. Em meio à convivência inusitada com essas pessoas desconhecidas, surgem conexões quanto ao segredo da cidade do mar, enquanto a mineira se arrepia ao se lembrar dos avisos de Sophia: Hetch, fique longe das cidades do mar! Mas, o mistério realmente começa a alarmá-la, quando ela descobre a foto de uma mulher dentro do cofre especial de sua mãe no formato das famosas muretas santistas. Quem é aquela mulher? A partir desse momento, Hetch se aproxima cada vez mais do passado de Sophia, o qual permaneceu escondido durante anos.