Rua das Flores

Detalhes

Selo:
Gênero(s): Romance
ISBN: 978-6554281065
Publicação: 01/01/2023
Nº de Páginas: 135.0

Compartilhar :

  • Sobre o Livro
    Habitada por heterogêneas divisas humanas que partilhavam a vida, a Rua das Flores era o gueto dos imigrantes europeus que desembarcaram no Porto de Santos no início do século XX, no Brasil. Em meados de 1943, na cidade de São Paulo, no bairro do Brás, a jovem Isabela, de origem italiana, era uma delas. Despontando a jovialidade, impetuosa e sonhadora, trilhava um caminho de expectativas futuras, buscando uma atividade que a inspirasse para o labor. Na contemplação das flores espalhadas pelas ruas da vida cotidiana, vivenciou uma jornada de desencontros amorosos, cheia de perguntas e sem respostas imediatas. A protagonista nos envolve com seus dilemas existenciais tão comuns e inerentes ao ser humano e, principalmente, em uma realidade social que exigia da mulher uma postura de adequação aos ditames machistas, diga-se de passagem, um dilema atemporal que abraça o universo feminino até os dias atuais. Rua das Flores é um convite ao leitor a despir-se de qualquer julgamento de gênero para debruçar-se nas vilanias do cotidiano, nas peças genuínas que o teatro da existência nos impõe para nos fazer pensar como um ser singular e comprometido com a pluralidade das manifestações de solidariedade a causa das mulheres.
Habitada por heterogêneas divisas humanas que partilhavam a vida, a Rua das Flores era o gueto dos imigrantes europeus que desembarcaram no Porto de Santos no início do século XX, no Brasil. Em meados de 1943, na cidade de São Paulo, no bairro do Brás, a jovem Isabela, de origem italiana, era uma delas. Despontando a jovialidade, impetuosa e sonhadora, trilhava um caminho de expectativas futuras, buscando uma atividade que a inspirasse para o labor. Na contemplação das flores espalhadas pelas ruas da vida cotidiana, vivenciou uma jornada de desencontros amorosos, cheia de perguntas e sem respostas imediatas. A protagonista nos envolve com seus dilemas existenciais tão comuns e inerentes ao ser humano e, principalmente, em uma realidade social que exigia da mulher uma postura de adequação aos ditames machistas, diga-se de passagem, um dilema atemporal que abraça o universo feminino até os dias atuais. Rua das Flores é um convite ao leitor a despir-se de qualquer julgamento de gênero para debruçar-se nas vilanias do cotidiano, nas peças genuínas que o teatro da existência nos impõe para nos fazer pensar como um ser singular e comprometido com a pluralidade das manifestações de solidariedade a causa das mulheres.