Pássaros do Pátio – Nas trevas da ditadura argentina, poética memorial

Um impulso repentino e irresistível, me trouxe estes poemas que brotaram praticamente de um só jorro. É que chegou a hora de testemunhar sobre uma experiência extrema no cárcere de Villa Devoto, em Buenos Aires. Éramos 1.200 presas políticas, durante a ditadura civil-militar que deixou um rastro de terror e 30.000 desa-parecidos. Saindo das sombras e do silêncio de décadas, penso que participei de alguma maneira da história do século conturbado que me viu nascer. Estas marcas da memória ficarão para sempre, como tatuagens.

Detalhes

Gênero(s): Poesia
ISBN: 9786554284561
Publicação: 29/01/2024
Nº de Páginas: 76

Compartilhar :

  • Sobre o Livro
    Um impulso repentino e irresistível, me trouxe estes poemas que brotaram praticamente de um só jorro. É que chegou a hora de testemunhar sobre uma experiência extrema no cárcere de Villa Devoto, em Buenos Aires. Éramos 1.200 presas políticas, durante a ditadura civil-militar que deixou um rastro de terror e 30.000 desa-parecidos. Saindo das sombras e do silêncio de décadas, penso que participei de alguma maneira da história do século conturbado que me viu nascer. Estas marcas da memória ficarão para sempre, como tatuagens.
Um impulso repentino e irresistível, me trouxe estes poemas que brotaram praticamente de um só jorro. É que chegou a hora de testemunhar sobre uma experiência extrema no cárcere de Villa Devoto, em Buenos Aires. Éramos 1.200 presas políticas, durante a ditadura civil-militar que deixou um rastro de terror e 30.000 desa-parecidos. Saindo das sombras e do silêncio de décadas, penso que participei de alguma maneira da história do século conturbado que me viu nascer. Estas marcas da memória ficarão para sempre, como tatuagens.