A fonte infinda de abstrações sem critério

São textos de cunho poético sem ser poesia (mas talvez seja poesia não consigo saber, porque meu oráculo não responde às cartas que pergunto). Nesta obra, o autor entende que cada um possui em si seus próprios devaneios, sem distinções, sem filtros, o que faz deles tão próprios quanto pode ser. Nestes versos, o autor apresenta os seus. São, acho, registros epocais em seus contextos, de forma a dar ordem àquilo que é intrinsecamente caótico, o pensamento. São abstrações, de fato, tão efêmeras quanto qualquer ideia esquecida, exceto que aqui estão depositadas, privando-as de sua natureza fugaz. É, portanto, um autorretrato irrepreensivelmente íntegro.

Detalhes

Gênero(s): Poesia
ISBN: 9786554284806
Publicação: 21/09/2023
Nº de Páginas: 56

Compartilhar :

  • Sobre o Livro
    São textos de cunho poético sem ser poesia (mas talvez seja poesia não consigo saber, porque meu oráculo não responde às cartas que pergunto). Nesta obra, o autor entende que cada um possui em si seus próprios devaneios, sem distinções, sem filtros, o que faz deles tão próprios quanto pode ser. Nestes versos, o autor apresenta os seus. São, acho, registros epocais em seus contextos, de forma a dar ordem àquilo que é intrinsecamente caótico, o pensamento. São abstrações, de fato, tão efêmeras quanto qualquer ideia esquecida, exceto que aqui estão depositadas, privando-as de sua natureza fugaz. É, portanto, um autorretrato irrepreensivelmente íntegro.
São textos de cunho poético sem ser poesia (mas talvez seja poesia não consigo saber, porque meu oráculo não responde às cartas que pergunto). Nesta obra, o autor entende que cada um possui em si seus próprios devaneios, sem distinções, sem filtros, o que faz deles tão próprios quanto pode ser. Nestes versos, o autor apresenta os seus. São, acho, registros epocais em seus contextos, de forma a dar ordem àquilo que é intrinsecamente caótico, o pensamento. São abstrações, de fato, tão efêmeras quanto qualquer ideia esquecida, exceto que aqui estão depositadas, privando-as de sua natureza fugaz. É, portanto, um autorretrato irrepreensivelmente íntegro.